Rio de Janeiro Relato da mãe de Moïse vira faixa estendida no local do crime

Relato da mãe de Moïse vira faixa estendida no local do crime

ONG faz protesto em frente a quiosque na Barra da Tijuca. Justiça mantém prisão temporária de três agressores 

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*

Dizeres da mãe de Moïse Kabagambe estão em protesto de ONG carioca

Dizeres da mãe de Moïse Kabagambe estão em protesto de ONG carioca

Divulgação/Rio de Paz

"Fugimos do Congo para que não nos matassem. Mas mataram meu filho aqui". Essa foi a frase dita por Ivana Lay após a morte do filho, o congolês Moïse Kabagambe. 

Na manhã desta sexta-feira (4), a ONG Rio de Paz colocou uma faixa com os dizeres em frente ao quiosque onde o jovem de 24 anos foi brutalmente assassinado, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. 

De acordo com a organização não-governamental, o ato é em protesto pelo crime bárbaro, a fim de "cobrar uma investigação isenta e célere". Amanhã, diversas entidades sociais organizam uma manifestação no mesmo local, às 10h.  

Agressores continuam presos

Na tarde de ontem, Fábio Pirineus da Silva, o Belo, Alesson Cristiano de Oliveira Fonseca, o Dezenove, e Brendon Alexander Luz da Silva, o Totta, participaram de audiências de custódia em salas separadas, na Central de Audiência de Custódia de Benfica, na zona norte da cidade. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a prisão temporária de 30 dias dos três agressores. 

trio foi detido no dia 1º de fevereiro. Segundo a polícia, dois deles têm antecedentes criminais. Alesson Fonseca tinha anotações por corrupção de menores, extorsão e porte ilegal de arma, enquanto Fábio da Silva por falta de pagamento de pensão alimentícia e ameaças à ex-mulher.

Confirmou-se que Alesson trabalhava como cozinheiro no quiosque, que tem diversas irregularidades comprovadas pela Orla Rio. O local foi interditado no mesmo dia da prisão. 

Os agressores devem responder por homicídio duplamente qualificado, por crueldade e impossibilidade de defesa da vítima. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas