São Paulo DHPP investiga execução de vidraceiro de 42 anos no Cambuci

DHPP investiga execução de vidraceiro de 42 anos no Cambuci

Rogério Silva dos Santos morreu após ser baleado por dois homens em uma moto. Família acredita que suspeitos conheciam a rotina da vítima

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

A Polícia Civil investiga a morte do vidraceiro Rogério Silva dos Santos, de 42 anos. Ele foi encontrado morto dentro de um carro, por volta das 10h20 desta quarta-feira (9), na rua Professor Demóstenes Batista Figueira Marques, no Cambuci, região central de São Paulo.

Policiais militares realizavam patrulhamento quando encontraram um GM/Corsa com o vidro quebrado e o motorista baleado. Na ocasião, testemunhas informaram que dois suspeitos em uma motocicleta atiraram contra o vidraceiro e fugiram. Até o momento, ninguém foi preso.

Leia mais: PMs são afastados após agressões em baile funk em Osasco (SP)

O SAMU foi acionado e constatou o óbito. No local, um projétil de arma de fogo, o veículo e o celular da vítima foram apreendidos e encaminhados para exames periciais.

O caso é agora investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). A polícia já tem imagens de câmeras de segurança da região. Segundo a investigação, os suspeitos pareciam conhecer a rotina da vítima.

Rogério também tem passagens pela polícia, mas, segundo familiares, há 10 anos não tem mais envolvimento com o crime. 

Veja também: Adolescente grávida envenenada recebe alta e fala pela 1ª vez

Rogério era pai de 4 crianças, a menor é uma bebê de apenas 20 dias

Rogério era pai de 4 crianças, a menor é uma bebê de apenas 20 dias

Reprodução / Record TV

O caso

Em imagens veiculadas pela Record TV é possível ver, a poucos metros de distância do local do crime, um carro branco estacionado e um homem em cima de uma moto, parada em frente ao carro.

Um homem sai do veículo, parece conversar com o motorista e, em seguida, sobe na garupa da moto.

O motorista da motocicleta pega o capacete dentro de uma mochila e entrega ao garupa. Ele coloca o objeto na cabeça. O condutor do carro deixa a avenida e a dupla de moto segue atrás, na mesma direção.

Leia ainda: Homem mata namorada e é denunciado pelo próprio irmão

Ainda nas imagens, é possível ver que a dupla na motocicleta para ao lado do carro da vítima, um Corsa, e atira. A dupla foge em seguida. Nada foi roubado.

Segundo Rosana, irmã da vítima, Rogério era vidraceiro e estava indo pegar um box para colocar na casa de um cliente. Ainda segundo a irmã, o homem teria parado no local para comer um pastel e esperar o tempo limite do rodízio, às 10h, quando foi executado. De acordo com testemunhas, a vítima estava dentro do carro falando ao telefone.

Veja mais: Médica picada por cobra passa por cirurgia: 'realizada com sucesso'

A família disse que Rogério nunca comentou sobre possíveis ameaças e que não imaginava que poderia estar sendo seguido. Ele testemunhou um crime há algum tempo, mas a família não sabe se esse fato pode ter alguma ligação com sua morte.

Rogério era pai de quatro filhos, um de 22 anos, um de 14, um de 8 e uma bebê de 20 dias. Segundo familiares, ele era brincalhão, não se envolvia em brigas e não tinha dívidas ou estava sendo ameaçado.

Últimas