Com UTIs lotadas, Ceará decide prorrogar distanciamento social

Estado é o terceiro mais afetado pela pandemia do novo coronavírus no país; nesta quinta-feira (16) todos os leitos de UTI já estavam ocupados

Com UTIs lotadas, Ceará vai prorrogar distanciamento social

Com UTIs lotadas, Ceará vai prorrogar distanciamento social

Divulgação/Governo do Ceará

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou no sábado (18) que renovará o período de distanciamento social em todos os municípios. O Estado é o terceiro mais afetado pela pandemia do novo coronavírus no país, com 3.034 casos confirmados e 176 mortes.

O decreto em vigor tem validade até segunda-feira (20) mas ainda não foi divulgado o período da já anunciada prorrogação da quarentena contra o avanço do covid-19.

Leia também: OMS registra recorde de 90 mil casos do novo coronavírus em um dia

"Informo aos cearenses que haverá renovação do atual decreto estadual em vigor no Ceará. Estou definindo com nossa equipe de especialistas por quanto tempo mais essas medidas de distanciamento social vão continuar em nosso estado. Vidas em primeiro lugar. Sempre", afirmou o governador em postagem nas redes sociais.

Na quinta-feira, o Ceará estava com todos os leitos de UTI ocupados. A estimativa do governo é que a capital, Fortaleza, comece a registrar 250 mortes por dia a partir de maio.

Leia também: Com 100% de ocupação das UTIs, Fortaleza ganha novos leitos

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o secretário de Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, disse que a situação também é preocupante em relação à quantidade de respiradores e de equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas.