Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Supremo elege ministro Nunes Marques como ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral

A vaga foi aberta em razão da aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski

Brasília|Gabriela Coelho, do R7, em Brasília


A vaga foi aberta em razão da aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski
A vaga foi aberta em razão da aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) elegeu o ministro Kássio Nunes Marques para o cargo de membro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no biênio 2023/2025.

A vaga foi aberta em razão da aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski. 

De acordo com a Constituição Federal, o TSE é composto por, no mínimo, sete ministros efetivos: três do STF, dois do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e dois juristas nomeados pelo presidente da República entre advogados de notável saber jurídico e idoneidade moral, a partir de lista tríplice indicada pelo Supremo.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

Os ministros são eleitos para um biênio, e é proibida a recondução após dois biênios consecutivos. A rotatividade dos juízes no âmbito da Justiça Eleitoral visa manter o caráter apolítico dos tribunais, de modo a garantir a isonomia nas eleições.

Publicidade

Novas Vagas

O ministro Sérgio Banhos se despediu nesta terça-feira (16) do TSE. Outro membro a deixar a corte será Carlos Horbach, na próxima quinta (18). Assim, duas vagas serão abertas no tribunal nesta semana. O ministro Carlos Horbach tinha a opção de ser reconduzido ao cargo por mais dois anos, mas abriu mão.

Os substitutos de Banhos e Horbach votarão no julgamento da ação que pede a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). O processo trata da reunião do ex-presidente com embaixadores no Palácio da Alvorada, em julho de 2022.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.