Economia Ibovespa sobe pela 5ª semana seguida e mira os 114 mil pontos

Ibovespa sobe pela 5ª semana seguida e mira os 114 mil pontos

Alta de 1,3% levou o índice ao maior patamar de fechamento desde 20 de fevereiro. No ano, o declínio agora alcança apenas 1,64%

Ibovespa tem maior série de ganhos semanais de 2020

Ibovespa tem maior série de ganhos semanais de 2020

Paulo Whitaker/Reuters - 24.6.2019

O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira (4), completando a quinta semana consecutiva de valorização e quase zerando a perda no ano, em meio ao entusiasmo com notícias do processo de vacinação contra a covid-19.

Na sessão, o Ibovespa fechou com ganho de 1,3%, a 113.750,22 pontos, maior patamar de fechamento desde 20 de fevereiro, com alta de 2,87% na semana e de 4,46% no mês. Foi a quinta semana consecutiva de alta, com o acréscimo no período chegando a 21,07%, na maior série de ganhos semanais completa do Ibovespa em 2020. 

No ano, o declínio agora alcança apenas 1,64%. Apesar de ainda precisar de um fôlego para voltar a encostar em 120 mil pontos, como em janeiro, os quase 60 mil pontos registrados no pior momento em março já parecem distantes. Apenas no mês passado, o Ibovespa subiu 15,9%, no melhor resultado para novembro desde 1999.

A aprovação do uso da vacina da Pfizer/BioNTech pelo Reino Unido, assim planos de imunização em outros países, voltou os holofotes para órgãos reguladores de Estados Unidos e Europa. Nos EUA, a expectativa está em torno de uma reunião da Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) prevista para o próximo dia 10.

O chefe da Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA), Stephen Hahn, disse que é realista acreditar que 20 milhões de norte-americanos serão vacinados contra o coronavírus até o final deste ano. 

Ele não quis dar um cronograma específico sobre a aprovação da vacina da Pfizer/BioNTech, mas acrescentou que a agência reguladora agirá "muito rapidamente", depois que o comitê de aconselhamento se reunir na próxima quinta-feira.

Últimas