Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

ONU diz que situação humanitária no leste da Ucrânia é 'extremamente preocupante'

Nações Unidas ressaltaram sua preocupação com Severodonetsk, cidade que está sob intenso ataque russo há semanas 

Internacional|Do R7


Civis retirados de Donetsk e Luhansk embarcam em trem para a cidade ucraniana de Lviv
Civis retirados de Donetsk e Luhansk embarcam em trem para a cidade ucraniana de Lviv

A situação humanitária no leste da Ucrânia é "extremamente preocupante" e se deteriora "rapidamente" após quatro meses de invasão russa, disse a Agência de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA), em um comunicado, nesta sexta-feira (17).

Segundo a ONU, a situação é "particularmente preocupante em Severodonetsk e nos seus arredores", uma cidade no leste da Ucrânia onde os combates contra os russos não cessam há semanas.

Centenas de civis estão escondidos na cidade, alguns deles se refugiam em uma fábrica de produtos químicos.

As Nações Unidas explicam que "o acesso a alimentos, água potável, cuidados médicos essenciais e eletricidade é reduzido" na cidade.

Publicidade

O OCHA lamenta, especificamente, que as partes em conflito "não tenham chegado a um acordo para facilitar a retirada de civis ou permitir o acesso à ajuda humanitária" em Severodonetsk e na cidade vizinha de Lysychansk.

Leia também

A agência afirma que os combates continuam a aumentar no leste da Ucrânia e que a guerra está deixando um número "enorme" de vidas de "civis, incluindo trabalhadores humanitários".

Apesar de todos esses desafios, a ONU e seus parceiros humanitários conseguiram alcançar 8,8 milhões de pessoas em toda a Ucrânia.

Além da Ucrânia, veja como estão outros conflitos brutais pelo mundo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.