Internacional Ucrânia e Holanda acertam missão internacional na área da tragédia aérea do voo MH-17

Ucrânia e Holanda acertam missão internacional na área da tragédia aérea do voo MH-17

Especialistas enfrentaram dificuldades para analisar região dominada por separatistas

Ucrânia e Holanda acertam missão internacional na área da tragédia aérea

Missão tem como objetivo ajudar no recolhimento de destroços e na realização de uma investigação no local da catástrofe

Missão tem como objetivo ajudar no recolhimento de destroços e na realização de uma investigação no local da catástrofe

AP

Ucrânia e Holanda acertaram nesta segunda-feira (28) o desdobramento de uma missão internacional na área onde o avião da Malaysia Airlines foi supostamente derrubado no último dia 17 na região ucraniana de Donetsk com 298 pessoas a bordo.

"A missão será formada por especialistas e policiais da Holanda, Austrália e de países cujos cidadãos viajavam no Boeing 777 e tem como objetivo ajudar no recolhimento de destroços e na realização de uma investigação no local da catástrofe", informa o comunicado do governo ucraniano.

O acordo foi assinado pelo vice-ministro ucraniano, Vladimir Groisman, e o ministro das Relações Exteriores holandês, Frans Timmermans, de visita a Kiev.

Caixa-preta revela que "explosiva descompressão maciça" derrubou avião malaio, diz Kiev

Tropas da Ucrânia avançam enquanto peritos tentam chegar a local de queda de avião da Malaysia

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, que se reuniu, pouco antes, com Timmermans e a ministra das Relações Exteriores australiana, Julie Bishop, disse estar confiante de que a Rada Suprema (Parlamento) aprovará o acordo nesta quinta-feira (31).

Por conta dos incessantes combates, os especialistas internacionais tiveram que retornar ao chegar a Shaktarsk, a capital do distrito onde caiu a aeronave.

Agora, eles esperam em Donetsk a oportunidade para ir à cidade de Grabovo, conhecida como o marco zero da tragédia.

Sobre isso, o ministro do Exterior russo Sergey Lavrov, disse hoje que o mandato da missão internacional deve ser combinado com o Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas).

Além disso, o governo da Ucrânia aprovou o desdobramento de uma missão de curta duração do Escritório da Alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos em seu território.