Saúde Crianças de 6 meses a 4 anos sem comorbidades poderão receber vacina da Pfizer contra a Covid

Crianças de 6 meses a 4 anos sem comorbidades poderão receber vacina da Pfizer contra a Covid

Nota técnica do Ministério da Saúde atesta eficácia e segurança do imunizante para uso nessa faixa etária

Agência Estado
Vacina da Pfizer para bebês e crianças menores de 4 anos está autorizada desde setembro

Vacina da Pfizer para bebês e crianças menores de 4 anos está autorizada desde setembro

MARLON COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Quase cem dias após aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o Ministério da Saúde ampliou o público elegível para a vacina Pfizer Baby contra a Covid-19.

Agora, todas as crianças de 6 meses até 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias) podem receber dose.

Antes, a pasta só recomendava, em decisão criticada por autoridades médicas, a imunização de pequenos diagnosticados alguma comorbidade.

A nota técnica, com assinaturas que datam da última sexta-feira (23), não apenas atesta a segurança e eficácia do imunizante, como reconhece a relevante carga da doença nesse público, principalmente entre os mais novos.

"Sabe-se que o risco de casos graves pela Covid-19 diminui conforme a redução da faixa etária, no entanto, o risco de agravamento aumenta em crianças menores de 2 anos de idade, notando-se que esta população teve a incidência de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) pela Covid-19 e a taxa de mortalidade pela doença superiores à população de 5 a 19 anos de idade", diz o documento.

O esquema de vacinação é uma série primária de três doses de 0,2 ml. As primeiras vacinas são administradas com três semanas de intervalo, seguidas por uma terceira pelo menos oito semanas depois.

Últimas