Saúde Menina é picada por escorpião e morre por falta de antídoto

Menina é picada por escorpião e morre por falta de antídoto

Caso ocorreu na cidade de Santa Bárbara d'Oeste, interior de São Paulo; criança de 10 anos foi picada duas vezes, na mão e no pé, a caminho da escola

Menina morre após ser picada duas vezes por escorpião no interior paulista

Escorpião picou o pé e a mão da menina de 10 anos, que morreu no hospital

Escorpião picou o pé e a mão da menina de 10 anos, que morreu no hospital

Correio do Povo - Cidades

Mais uma criança morreu vítima de picada de escorpião no interior paulista. Maria Eduarda de Araújo Pigatto, de 10 anos, se preparava para ir à escola em Santa Bárbara d'Oeste na manhã desta quarta-feira (7), quando, segundo familiares, foi picada no pé. Ao se abaixar para ver o que ocorria teria sido atingida de novo, desta vez, na mão.

Leia também: Banheiro, sala, garagem: escorpiões estão por todo canto na Brasilândia

A família reside no Jardim Europa e levou a criança até o Pronto-Socorro Doutor Edson Mano, na Vila Maria. Segundo a prefeitura, a menina chegou às 6h15 ao local, que não tinha o soro antiescorpiônico.

Foi feita a solicitação a um hospital de Americana (SP), mas a criança morreu às 7h45, antes que ele fosse aplicado.

Saiba mais: Brasilândia é o bairro com mais ataques de escorpião em São Paulo

A prefeitura alega ter seguido o protocolo e que "a paciente foi atendida pela equipe médica, com realização de bloqueio e demais procedimentos de emergência".

Outros casos

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, somente no primeiro semestre desta ano, foram registrados 11,5 mil casos de ataques de escorpião no Estado. Além de Maria Eduarda, de Santa Bárbara d'Oeste, houve registros de óbitos de crianças em cidades como Sumaré (SP), Barra Bonita (SP), Miguelópolis (SP), Araçatuba (SP) e Bauru (SP).

Você sabe identificar quais doenças esses insetos transmitem?

    Access log