Tecnologia e Ciência Limite de conexões pode causar problema na internet em maio

Limite de conexões pode causar problema na internet em maio

O chamado '768K Day' é a sobrecarga do protocolo que define como conexões são roteadas por operadores de rede. Em maio isso pode ocorrer

Em 2014, problema semelhante resultou em perda de dados e lentidão na rede

Em 2014, problema semelhante resultou em perda de dados e lentidão na rede

Pixabay

Um problema conhecido como '768K Day' pode causar uma série de interrrupções e até pequenos "blecautes" no funcionamento da internet em todo o mundo. Apesar de ser uma falha considerada sério, suas consequências serão menos devastadoras por causa de mudanças recentes na forma como rede mundial funciona.

O 768K Day representa o dia em que os roteadores globais de internet — operados por empresas de distribuição de conexão, e não na sua casa — atingem o limite de rotas e conexões do protocolo BGP (Border Gateway Protocol, criado para que equipamentos saibam para quais conexões encaminharem pacotes de dados), justamente de 768 mil.

Atingir esse limite significa dor de cabeça para os técnicos, uma vez que pacotes de informação são perdidos, o tráfego enfrenta lentidão e, em casos extremos, as conexões podem cair em definitivo.

Já aconteceu antes

Em 2014, provedores de internet enfrentaram problemas sérios, uma vez que o limite anterior do BGP era de 521 mil rotas. Telefones tiveram problemas e conexões enfrentaram lentidão, principalmente em São Paulo.

Apesar da semelhança dos problemas, técnicos afirmam que dificilmente instabilidades como a de 2014 serão sentidas por usuários.

O coordenador técnico do Réseaux IP Européens Network Coordination Centre, que cuida da infraestrutura da internet na Europa e Oriente Médio, Emile Aben, afirmou no blog da instituição que "algumas medidas já podem ser tomadas por operadores de rede" para evitar problemas.

"Você pode também filtrar suas rotas ou reconfigurar seu roteador antes que sua tabela atinja 768k", completou ele.

Aben afirma que muitos provedores aprenderam com os erros de 2014 e atualizaram seus sistemas para evitar sobrecargar causadas pela sobrecarga de rotas.

Especialistas afirmam que problemas do tipo não devem mais acontecer, uma vez que os novos roteadores trabalham com taxas colossais de conexão, que provavelmente jamais serão atingidas.

LEIA TAMBÈM: Por que desligar o roteador por 10 segundos restabelece a sua conexão