Internacional

23/5/2013 às 00h30

Anistia
Internacional volta a criticar Obama por prisão de Guantánamo

Relatório anual de direitos humanos da organização destaca situação de 166 presos na detenção americana em Cuba

Do R7, com agências internacionais

Presidente norte-americano, Barack Obama, foi alvo de críticas por não fechar a prisão de Guántanamo AP Photo/Pablo Martinez Monsivais

A Anistia Internacional criticou novamente a prisão norte-americana de Guantánamo, em Cuba, criada pelo ex-presidente George Bush para a reclusão de terroristas após o 11 de setembro. O atual líder dos EUA é citado no relatório  intitulado O estado dos direitos humanos no mundo, divulgado na quarta-feira (22) à noite, por não ter cumprido a promessa feita há mais de três anos de que fecharia a detenção.

De acordo com o texto da Anistia, a prisão de Guantánamo é um ambiente de prática de tortura, de detenção indefinida e julgamentos injustos que está infringindo os direitos humanos. A organização lidera uma campanha internacional que exige o fechamento imediato das instalações prisionais e espera que Obama tome alguma atitude o mais breve possível.

Por que Obama não consegue fechar Guantánamo?

Presos de Guantánamo chegam aos cem dias de greve de fome

Ao fim de 2012, na detenção norte-americana em Cuba ainda contava presos 166 supostos terroristas. Conforme relatado no documento da Anistia “a grande maioria” dos prisioneiros  estão detidos “sem acusação nem julgamento”.

No ínicio de maio, um grupo de especialistas internacionais em direitos humanos, prisão arbitrária, tortura, luta contra o terrorismo e saúde também criticou Guantánamo. Na ocasião, o argentino Juan E. Méndez, relator especial da ONU sobre tortura, declarou:

— Em Guantánamo, a prisão de indivíduos por tempo indeterminado, muitos dos quais sem acusações, vai muito além de um período mínimo razoável e causa um estado de sofrimento, tensão, temor e ansiedade que em si mesmo constitui uma forma de tratamento cruel, desumano e degradante.

Desde fevereiro, quando detentos da prisão iniciaram uma greve de fome, um número crescente de presos tem aderido a este protesto por seu estado de detenção indefinida e pelo tratamento recebido por parte das autoridades desta prisão, dos quais 21 recebem alimentação forçada e outros cinco estão hospitalizados, destacaram especialistas em direitos humanos das Nações Unidas e da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, em comunicado difundido no dia 1º de maio, em Genebra.

Desde 2001, pelo menos 540 pessoas morreram por armas não letais nos EUA, diz relatório

Com menos condenações, mundo caminha para abolir pena de morte, diz Anistia

Pronunciamento de Obama: expectativa internacional

O presidente Barack Obama pronunciará nesta quinta-feira (23) um discurso sobre a estratégia antiterrorista dos Estados Unidos, principalmente a respeito dos polêmicos temas do uso de drones e da prisão militar de Guantánamo, informou uma fonte da Casa Branca à AFP.

Durante o discurso na Universidade de Defesa Nacional de Washington, o presidente falará sobre a "política antiterrorista em sentido amplo", incluindo os "esforços militares, diplomáticos, de inteligência e jurídicos", explicou a fonte, que pediu anonimato.

"O presidente também citará a política e a base jurídica que fundamentam nossas ações contra as ameaças terroristas, incluindo o uso de drones (aviões não tripulados)", completou.

Obama analisará ainda a "política de reclusão e as tentativas de fechar o centro de detenção de Guantánamo" em Cuba, revelou a fonte.

No fim de abril, o presidente americano prometeu intensificar os esforços para obter o fechamento da prisão militar, onde 100 detentos estão em greve de fome, uma antiga promessa de campanha que foi travada pelo Congresso.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

 

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Onde o terror acontece

Cinco países são responsáveis pela maioria dos mortos pelo terrorismo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Meio ambiente

Mudanças climáticas podem aumentar o risco de uma nova guerra mundial?

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!