Transição de Governo

Brasília Grupo de transição do meio ambiente vai sugerir revogação de medidas

Grupo de transição do meio ambiente vai sugerir revogação de medidas

Um dos decretos citados pelo time, nesta quarta-feira (30), é relativo à aplicação de multas ambientais feitas pelo Ibama

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Grupo técnico do meio ambiente da equipe de transição faz coletiva de imprensa no CCBB

Grupo técnico do meio ambiente da equipe de transição faz coletiva de imprensa no CCBB

Plínio Aguiar / R7 30.11.2022

O grupo técnico do meio ambiente da equipe de transição vai sugerir a revogação de medidas assinadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao futuro ministro da área. Em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (30), o grupo criticou os dados relacionados ao desmatamento no país.

"Vamos fazer várias revogações de decretos — alguns são aqueles que impedem a aplicação de multas", disse o ambientalista Carlos Minc, membro do grupo.

Ainda de acordo com o ambientalista, outra medida que deve ser sugerida será o fortalecimento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). 

Medidas emergenciais

O coordenador do grupo de trabalho, Jorge Viana, informou que o relatório entregue cita  eventuais medidas emergenciais a ser adotadas pelo futuro ministro do Meio Ambiente — a deputada federal eleita Marina Silva é uma das cotadas para o cargo. A questão orçamentária, segundo o ex-governador do Acre, é central na discussão.

"Quatro pontos são trazidos: medidas emergenciais que precisam ser adotadas para rapidamente trazer de volta um protagonismo positivo do Brasil, disse Viana. "A questão orçamentária, que precisa ser trabalhada imediatamente para que não se comprometa mais ainda o próximo ano", acrescentou. 

Leia também: Lula se reúne com Arthur Lira em Brasília nesta quarta-feira

"Temos também a parte organizacional do ministério, que vamos ver com um pouco mais de calma e, obviamente, como mudar esse quadro mexendo nos decretos", afirmou. 

Últimas