Logo R7.com
Logo do PlayPlus
JR 24H
Publicidade

Festas de fim de ano aumentam risco de golpe em aluguéis; saiba se proteger

Advogado especialista em direito do consumidor orienta a buscar informações antes de alugar apartamento ou casa

Direito do Consumidor|Vinicius Primazzi, do R7*


Não faça acordo verbal. Tudo deve estar oficialmente registrado em um contrato de locação
Não faça acordo verbal. Tudo deve estar oficialmente registrado em um contrato de locação

A frequência de aluguel de casas de temporada aumenta consideravelmente no período de férias, e, com isso, intensificam-se também os golpes orquestrados por criminosos.

A maior ocorrência desse tipo de crime acontece nos contratos estabelecidos entre a vítima e o golpista, sem intermediários, mas também pode ocorrer por meio de aplicativos e sites no mercado.

O advogado especialista em direito do consumidor Ricardo Maranhão explica como se proteger: “A melhor maneira de se prevenir é ir até o imóvel ou pedir a alguém que more próximo para fazer essa visita, mas sabemos que muitas vezes isso não é possível. Entre as dicas principais para não cair em golpes, eu listaria: pesquisar bem antes de fechar o aluguel; fazer um contrato de locação; confirmar a localização do imóvel; desconfiar de valores muito abaixo da média; conferir a conta que receberá o pagamento da locação; e evitar pagamentos antecipados”.

Leia também

Além disso, é importante desconfiar de ofertas enviadas por WhatsApp ou compartilhada em redes sociais.

Publicidade

Maranhão explica que os sites mais famosos, que permitem ver comentários de antigos locatários, são mais confiáveis, justamente pela existência do feedback de outras pessoas.

Cobrar muita rapidez no pagamento também liga o alerta para desconfiar do locador, já que geralmente é uma ação utilizada para aplicar rapidamente o golpe e sumir com o dinheiro.

Publicidade

Um bom método é fazer uma ligação, que pode ser por vídeo, com o locador e tirar um print da tela para saber quem é a pessoa e ter uma prova a mais no caso de um eventual golpe.

Outra orientação é que o locatário peça para fazer uma ligação de vídeo com quem está oferecendo o imóvel para alugar. Dessa forma, o consumidor pode printar a tela da chamada para ter uma prova de quem é o locador.

Publicidade

O advogado também alerta os consumidores sobre ficar atentos para a prática de phishing, que é a forma que os cibercriminosos (que cometem crimes pela internet) enganam o usuário e o levam a entregar informações pessoais, como dados de cartão de crédito, CPF e senhas, fazendo isso por meio de um e-mail falso pelo direcionamento a um website falso.

Mas, diante da possibilidade de ser vítima de um golpe, o advogado explica quais passos devem ser tomados. "Se o consumidor perceber que caiu em um golpe, ele deve ir até a delegacia mais próxima registrar um boletim de ocorrência. Esse registro também pode ser feito pela internet. Além disso, reúna todas as informações que podem servir como provas, como dados bancários, conversas por mensagens e fotografias”, finaliza Maranhão.

Dicas de segurança para antes de alugar um imóvel

• É preciso desconfiar de ofertas de locação com valores baixos ou enviadas por WhatsApp e compartilhadas em redes sociais por pessoas desconhecidas.

• É possível procurar o imóvel anunciado em sites de intermediação de locações para verificar se a pessoa que está locando é a mesma que consta no site. Neles também pode haver comentários de antigos inquilinos do local.

• O ideal é buscar imóveis para locação em uma imobiliária ou sites especializados, pois essas empresas intermediadoras de locação são responsáveis por qualquer problema ou dano que o locatário tenha em decorrência da relação locatícia.

• Quando a negociação não se der por meio de uma empresa intermediadora, será muito interessante ir até o imóvel, falar com o proprietário e ter acesso aos documentos pessoais para confrontá-los com outros documentos necessários. Nesses casos, recomenda-se o auxílio de um especialista para a análise de documentos relativos ao imóvel e ao locatário.

• Por fim, é sempre interessante buscar informações da pessoa que anunciou o imóvel para locação.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Lúcia Vinhas

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.