Erdogan sofre derrota em eleições nas maiores cidades da Turquia

Mansur Yavas, candidato opositor do atual presidente turco, teve uma vitória clara na capital do país e 28 mil votos de vantagem em Istambul

84,52% compareceram nas eleições locais

84,52% compareceram nas eleições locais

Kemal Aslan/Reuters - 31.3.2019

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, sofreu derrotas surpreendentes em eleições locais, com o partido governista AKP perdendo o controle da capital Ancara pela primeira vez desde sua fundação, em 2001, e também a caminho de perder o maior dos prêmios em jogo, a cidade de Istambul.

Erdogan, que domina a política turca desde que chegou ao poder 16 anos atrás, e que vem governando o país com severidade crescente, fez campanha incansavelmente nos dois meses anteriores à votação, que descreveu como uma "questão de sobrevivência" para a Turquia.

Mas os comícios diários do presidente e a cobertura midiática majoritariamente positiva não conquistaram os eleitores das duas maiores cidades, uma vez que o declínio turco rumo a uma recessão econômica pesou muito no eleitorado.

Emissoras turcas disseram que o candidato do opositor Partido Republicano do Povo (CHP), Mansur Yavas, teve uma vitória clara em Ancara. Já em Istambul, o CHP tinha quase 28 mil votos de vantagem enquanto as últimas urnas eram apuradas.

"As pessoas votaram a favor da democracia, elas escolheram a democracia", disse o líder oposicionista Kemal Kilicdaroglu, declarando que o secularista CHP tirou Ancara e Istambul do AKP e se manteve no bastião litorâneo egeu de Izmir, a terceira maior cidade do país.

O comparecimento foi de 84,52%, segundo a agência estatal de notícias Anadolu.

A derrota do partido de raízes islâmicas de Erdogan em Ancara foi um golpe considerável para o presidente. Perder Istambul, metrópole três vezes maior do que a capital onde iniciou sua carreira política e serviu como prefeito nos anos 1990, seria um choque ainda maior.

O presidente da Alta Comissão Eleitoral, Sadi Guven, disse aos repórteres que Ekrem Imamoglu, candidato do CHP em Istambul, teve 4.159.650 votos, e o candidato e ex-primeiro-ministro do AKP, Binali Yildirim, teve 4.131.761.

A lira turca, que oscilou muito na semana anterior às eleições, ecoando a crise monetária do ano passado, perdeu até 2,5% em relação ao dólar na comparação com o fechamento de sexta-feira (29).

Em um discurso a apoiadores na noite de domingo, Erdogan pareceu aceitar a derrota do AKP em Istambul, mas disse que a maioria dos bairros da cidade foram fiéis à sua sigla.

"Mesmo que nosso povo tenha cedido a prefeitura, deu os bairros ao AK", afirmou.

O partido contestará os resultados onde for necessário, acrescentou.