Internacional Netanyahu se reuniu secretamente com príncipe saudita 

Netanyahu se reuniu secretamente com príncipe saudita 

Reunião também contou com a presença do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo. Conteúdo do encontro não foi divulgado pelo governo

  • Internacional | Da EFE

Conteúdo da reunião secreta não foi divulgado

Conteúdo da reunião secreta não foi divulgado

Yoav Dudkevitch / Pool via EFE - EPA - 13.9.2020

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, viajou no domingo à Arábia Sautira e se reuniu secretamente com o príncipe herdeiro da coroa, Mohamed bin Salman, informou a imprensa israelense nesta segunda-feira (23).

O chefe de governo israelense viajou acompanhado por Yossi Cohen, diretor do serviço de Inteligêcia exterior (Mossad). De acordo com a emissora estatal Kan e os portais Ynet e Times of Israel, a reunião também contou com a participação do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

Kan afirma que a viagem ocorreu "como parte das conversas para normalizar as relações com a Arábia Saudita", após Israel ter chegado a acordos - mediados pelos EUA - com Emirados Árabes, Bahrein e Sudão.

O gabinete de Netanyahu se recusou a comentar a viagem, mas a emissora cita "altos funcionários" do governo, que confirmaram a visita após serem divulgadas em redes sociais informações sobre um "voo estranho" de um avião privado do aeroporto de Tel Aviv para a cidade de Neom, no noroeste da Arábia Saudita e perto do Mar Vermelho.

Pompeo confirmou nesta manhã que tanto ele quanto o príncipe herdeiro estavam em Neom.

"Visita construtiva com o príncipe herdeiro Mohamed bin Salman em Neom hoje", disse o secretário americano no Twitter nesta manhã, sem mencionar a presença de Netanyahu na cidade.

Pompeo encerrou em Neom uma viagem de sete países, incluindo Israel e vários países do Golfo (Emirados Árabes, Catar e Arábia Saudita), no que se acredita ser sua viagem de despedida à região, antes da provável troca de presidência dos EUA.

Arábia Saudita não se pronuncia

O governo da Arábia Saudita continua em silêncio em meio às notícias veículadas em Israel sobre a reunião secreta.

A Agência Efe não conseguiu entrar em contato com o Ministério das Relações Exteriores sautida. A agência de notícias SPA, canal oficial de comunicação do governo, se limitou a informar na noite de domingo sobre uma reunião entre o príncipe herdeiro e Pompeo, que havia chegado ao país árabe horas antes.

Nesta reunião, realizada em Neom, cidade tecnológica que a Arábia Saudita tem construído no deserto no norte do país, "foram analisadas as relações de amizade, as áreas de cooperação bilateral entre os dois países e as formas de potencializá-las", informou a SPA.

Sem oferecer detalhes, a agência mencionou que "foram discutidos os últimos acontecimentos no Oriente Médio e as ações realizadas", e divulgou uma foto do encontro, na qual só aparecem Mohamed bin Salman e Mike Pompeo. Também estavam presentes o ministro das Relações Exteriores saudita, Faisal bin Farhan, e o embaixador americano em Riad, John Abizal.

O departamento de Estado americano informou sobre a reunião em Neom, onde foram discutidas "a forte aliança bilateral de segurança e econômica" entre o reino e os EUA e a necessidade de combater o "comportamento agressivo do Irã" no Golfo Pérsico.

A Arábia Saudita se opõe ao Irã há décadas, e os EUA conseguiram unir seus parceiros árabes na região em torno da inimizade em relação ao Irã, algo que compartilham com Israel.

Últimas