Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Zelensky é criticado após usar rede social para convocar mais ucranianos para a guerra

Um dos usuários questionou o presidente ucraniano por querer 'mandar jovens de 17 e 18 anos para a linha de frente'

Internacional|Do R7


Centenas de milhares de pessoas morreram desde o início da guerra, em fevereiro de 2022
Centenas de milhares de pessoas morreram desde o início da guerra, em fevereiro de 2022

O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelensky, usou sua conta no Twitter nesta quinta-feira (17) para convocar ucranianos para a guerra contra a Rússia. Na publicação, ele afirma que "aqueles que não estão lutando na linha de frente devem ajudar aqueles que estão".

"Toda a adrenalina, emoções e forças do país devem estar voltadas para a batalha pela Ucrânia. Essa é a causa primária", escreveu Zelensky. "Quaisquer outras causas pessoais virão depois, uma vez que tivermos vencido", acrescentou.

O apelo de Zelensky foi criticado por muitos usuários da rede social. Um deles afirmou que "a Ucrânia não merece o que está acontecendo" e que aqueles "comprometidos com a paz veem os horrores dessa guerra".

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

Já outro internauta usou seu perfil no Twitter para postar a foto de dois jovens soldados e fazer um questionamento incômodo. "Esses meninos tinham apenas 17 e 18 anos. Por que você está enviando crianças para a linha de frente?", perguntou. "De que adianta a terra, se ninguém mora nela?", continuou.

Centenas de milhares de militares e civis já morreram desde o início do conflito, em fevereiro de 2022, e nenhum dos lados deu sinal algum de que vai recuar. Enquanto a Rússia tem um poderio militar muito superior ao da Ucrânia, Zelensky recebe apoio militar e humanitário dos países da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), principalmente dos Estados Unidos, o que permite à nação seguir lutando na guerra.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.