Internacional

22/12/2012 às 15h30 (Atualizado em 22/12/2012 às 15h35)

Após renúncia de Monti, presidente da Itália
dissolve Parlamento 

Os italianos, agora, aguardam a convocações de
novas eleições, as quais devem ser antecipadas para 24 de fevereiro

Ansa

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, assinou neste sábado (22) um decreto para dissolver o Parlamento, um dia após o premier Mario Monti apresentar oficialmente sua renúncia ao cargo.

"Acabei de assinar o decreto de dissolução do Parlamento, conclusão prevista e já marcada pelos fatos", disse Napolitano ao fim de uma reunião na sede do governo.

"O percurso foi vividamente pré-fixado e eu não tinha chances de esclarecer nada", ressaltou o presidente.

Premiê italiano cumpre promessa e renuncia após aprovação do orçamento de 2013

Berlusconi diz que será candidato pois eleitores necessitam

O que você faria se hoje fosse seu último dia na Terra?

Napolitano também negou que pretenda fazer um pronunciamento à nação, conforme publicado pela imprensa local.

"Vi que alguns jornais falaram de uma mensagem minha à nação, mas isso ocorrerá na noite do dia 31 de dezembro, quando abordarei o que aconteceu e o que será do país", disse.

Os italianos, agora, aguardam a convocações de novas eleições, as quais devem ser antecipadas para 24 de fevereiro.

Mario Monti renunciou ontem ao cargo, instantes depois do Parlamento aprovar a lei orçamentária para 2013.

O premier já havia anunciado sua decisão no início do mês dezembro, em nota oficial divulgada pelo governo italiano.

Monti tomou a decisão afirmando que perdeu apoio político, principalmente do partido Povo da Liberdade (PDL), legenda do ex-premier Silvio Berlusconi.

Os principais candidatos ao cargo de primeiro-ministro são o secretário do Partido Democrático (PD), Pier Luigi Bersani, e Silvio Berlusconi (PDL), que renunciou ao governo italiano em novembro de 2011.

Berlusconi abandonou o cargo em meio a uma crise econômica e financeira que fez a dívida pública da Itália chegar a 120% do PIB (Produto Interno Bruto). Essa é a sexta (21) candidatura dele, que já foi premier em quatro ocasiões. Monti, por sua vez, ainda não se pronunciou sobre seu futuro.

Quer ficar bem informado? Leia mais

O que acontece no mundo passa por aqui

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Mergulho no lixo

Ativistas do freeganismo se alimentam de comidas jogadas fora

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotografia

Ensaio traz à tona "fantasmas" da desindustrialização nos EUA

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!