Brasília Renan Calheiros sobre Luciano Hang: 'É um bobo da corte'

Renan Calheiros sobre Luciano Hang: 'É um bobo da corte'

Empresário das lojas Havan presta depoimento à CPI. Senadores devem questionar sobre fake news e gabinete paralelo

  • Brasília | Sarah Teófilo, do R7, em Brasília

Relator da CPI da Covid-19, senador Renan Calheiros

Relator da CPI da Covid-19, senador Renan Calheiros

Waldemir Barreto/Agência Senado - 23.09.2021

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 ouve nesta quarta-feira (29) o empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan. O relator Renan Calheiros (MDB-AL), que fez questão de ouvir Hang, apesar de a oitiva não ser consenso no grupo majoritário, nega que o depoimento vá servir como palco político para o empresário.

"É um depoimento normal, como qualquer outro. Ele vai ter que se adequar às regras da CPI. E esse tipo de personagem sempre existiu na história do Brasil. É uma espécie de bobo da corte que vive para prestar serviços ao poder e ganhar dinheiro. Ele tem um envolvimento óbvio nas fake news, nos impulsionamentos, no patrocínio, no incentivo à mentira. Ele tem um envolvimento óbvio no gabinete paralelo e ele, negacionista que é, quando houve oportunidade, ele se entregou ao negócio [de venda de vacinas], juntamente com o Carlos Wizard. E para beneficiar a Precisa", afirmou.

Calheiros disse que Hang foi convocado na reta final, após a comissão acessar uma série de informações. "A CPI está avançando na investigação, verdadeiramente, e estamos, paralelamente, desenhando o relatório e acessando essas informações todas. É fundamental que tenhamos uma reta final expressiva do ponto de vista do que vimos em todos os momentos da CPI", frisou.

Últimas