Poderá o novo Chevrolet Tracker ser líder de mercado?

Conectado, com proposta atual e motor tubo ele quer derrubar os concorrentes: veja a série especial do R7 sobre a novidade

Marcos Camargo Jr

A GM quer repetir a história do líder Onix com um produto de volume e desejado pelo consumidor. Mesmo em meio à crise do coronavírus, a Chevrolet lançou o Tracker 2021 pela internet e começou provocando os concorrentes. Mas será que esse crossover compacto vai alcançar a liderança?

O Tracker não esconde a pretensão: quer liderar o segmento dos compactos dominado pelo Jeep Renegade, o turbinado Volkswagen T-Cross, Nissan Kicks e Hyundai Creta, além do recém remodelado Renault Duster. Sem falar no Ford EcoSport, Honda HR-V, Tiggo 2 e 5X, Citroën C4 Cactus e Peugeot 2008.

Marcos Camargo Jr

Um dos pontos importantes para o Chevrolet é contar com uma rede bem distribuída no país. São mais de 540 concessionárias para distribui-lo. Se design é um ponto relativo não se pode negar que o consumidor aprecia um modelo novo. O estilo do Tracker está bem alinhado ao que a GM oferece hoje no mercado e o design do carro é marcadamente atual.

Marcos Camargo Jr

A Chevrolet também traz como munição a promessa de um veículo eficiente. Nas versões mais caras o Chevrolet tem motor 1.2 turbo de 133 cv e 21,4 kgfm, enquanto o T-Cross é mais potente com o 1.4 turbo de 150 cv e 25,5 kgfm de torque. Nas versões mais baratas o Chevrolet tem 116 cv e 16,8 kgfm de torque, enquanto o VW tem 128 cv e 20,4 kgfm de torque. Comparativamente o Chevrolet é menos potente porém promete maior economia de combustível que o rival.

Marcos Camargo Jr

Segundo a GM o consumo chega a 14,8km/litro com gasolina na versão 1.0 com câmbio manual. A versão automática 1.0 tem consumo de 8,2km/litro com etanol e 11,9km/l com gasolina na cidade. Já o modelo com motor 1.2 chega a 13,5km/litro na estrada e 11,2km/litro na cidade com gasolina.

Linhas agressivas e plataforma GEM global desenvolvida na China para países como o Brasil

Linhas agressivas e plataforma GEM global desenvolvida na China para países como o Brasil

GM Divulgação

Em termos de espaço interno a Chevrolet evoluiu com maior entre-eixos entre os compactos e porta malas de quase 400 litros, ganho de 90 litros em relação a geração antiga. No quesito espaço o Hyundai Creta se destaca sendo maior que os rivais enquanto o Renegade tem espaço para passageiros mas um mínimo porta-malas.

Entre os itens que os concorrentes não tem estão alerta de mudança de faixa, alerta e frenagem automática de emergência além de carregador de celular por indução e internet 4G com wi-fi a bordo. Neste ponto, o nível de equipamentos já impressiona a concorrência. Mas vale lembrar que são itens de série apenas na versão Premier que custa R$ 112 mil.

Alerta e frenagem automática de emergência são itens de série do Tracker Premier: R$ 112 mil

Alerta e frenagem automática de emergência são itens de série do Tracker Premier: R$ 112 mil

GM Divulgação

Ao longo das próximas duas semanas vamos analisar todos os aspectos do Chevrolet Tracker em um teste real incluindo percursos de cidade e estrada, itens de série, consumo e conforto para o aspirante a líder.

Acompanhe nas próximas semanas a evolução desse teste. O canal Autos TV preparou uma apresentação sobre o Chevrolet Tracker em detalhes: confira.